nova fase de vida... (continuação)

Se você não leu a publicação anterior, nem atreva-se a ler esta, pois não entenderia o contexto de vida no qual estou inserido, tampouco as coisas que irei relatar. Portanto, se você caiu de paraquedas nesta publicação, trate de usar a setinha de seu teclado para chegar até a publicação anterior lá em baixo.
Grato pela compreensão

Pois bem, dando prosseguimento ao meus relatos de vida, terminei dizendo sobre meu processo de desilusão quanto a cidade das mangueiras. Não é que toda aquela paixão de anos tenha desaparecido, no entanto, a chama tornou-se mais branda, um sentimento ameno e racional. O dia-a-dia de uma metrópole realmente não proporciona uma fácil adaptação, mesmo quando se tem muito dinheiro, coisa que em Belém é imprescendível. Sempre falo para minha amiga Denise que Belém é uma cidade que quase te obriga a comprar e consumir compulsoriamente. Basta dar uma saidinha, e você é tentado pelas vitrines e pelos shoppings a gastar capital. Isso pode levar você até achar que essa é uma desculpa esfarrapada de um consumista em potencial, mas acredite, não tenho tanto movimento assim na minha conta corrente.
Ainda admiro muito o nosso patrimônio histórico, a cultura, etc..., mas hoje tenho consciência de que essas coisas são parte apenas de um enorme universo que se apresenta em minha frente e do qual tenho a chance de participar e explorar.

Meu dia-a dia na universidade nem sempre foi flores, apesar de eu ser apaixonado pelo meu curso, na verdade, pela história em si. O convivio em minha turma se tornou algo comparado a um remédio muito ruim e amargo que temos que empurrar goela a baixo para poder sobreviver. Fiquei dias e dias perturbado, tentando entender o que se passava na mente daquelas criaturas quanto a relações humanas e de convívio básico. Pra que fazer um curso de ciências humanas então?. Além disso, a distância da minha familia, a falta que meus amigos faziam e fazem, além das dificuldades enfrentadas em um cotidiano constantemente agitado, vieram por corroborar em novas necessidades dentro de mim. Fiquei carente e sentimental, chegando até a suspeitar que estava em princípio de depressão. Contudo, não só de espinhos se constitui o jardim da vida, existem as flores também, que perfumam e tornam as dificuldades menos vorazes e prejudiciais. 
Tenho que reconhecer o cuidado de Deus para comigo, sem ele, jamais estaria aqui firme e forte, enriquecendo minhas experiências na academia de história. As coisas mudaram em minha vida de verdade, quando constitui uma network dentro da universidade; pessoas de diversos cursos e fora da federal me ajudaram bastante. A primeira atividade acadêmica remunerada que consegui foi o programa FORTALECER, que carinhosamente apelidamos de DESFALECER. se constitui em um estagio em algum colegio estadual, onde os serviços são diversos e ganhou o apelido referido acima por ter atrasado o pagamento durante cinco meses. Depois, movido pela necessidade de ter mais dinheiro, achei nos classificados uma oferta de emprego para alunos universitários que estivessem cursando; onde ministramos aulas de cursos profissionalizantes no interior do estado. 

Essa experiência tornou-se relevante para minhaa formação não só como profissional, mas como pessoa e sujeito do mundo. Eu conheci pessoas e lugares que me surpreenderam e me deixaram apaixonado por eles; a exemplo de Acará e Viseu, onde fui muito bem recebido e o meu trabalho foi muito honrado. é como o visa: " isso não tem preço!".Pois bem, continuo ministrando aulas, viajando por esse nosso maravilhoso, e quando digo maravilhoso estado, não exagero; conhecendo nossa gente, nossa cultura tão rica e diversa; Mas isto é assunto para o outro capitulo. inté a próxima!!!!!

2 Response to "nova fase de vida... (continuação)"

Pedro Ivo Carvalho de Castro disse...

Tô adorando o Blog meu amigo, sabes que nossa vida dentro dessa Universidade não é fácil...mas você é um grande lutador, e por isso tem mais bagagem do que eu até, mas venho aqui, na minha humilde experiencia lhe dizer:
VAMOS QUE VAMOS, PORQUE A NOSSA HISTÓRIA COMEÇA AGORA!!!

abraço.

Marília disse...

Tudo que de ti vem
me Fascina. Até mesmo uma Simples Frase com som de Anedota...
Com tua sinceridade perplexa fiquei.
Tuas Fotos tão Lindas na Memória Guardei.;;

Em tuas Muitas Entrelinhas Refúlgio Encontrei... Abriigo seguro, Lugar de descanço
Confesso-te que outro assim
nem tanto Busquei...
[...]

(( Continua na próxima postagem ))

Postar um comentário

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme