Nova fase de vida...

Confesso agora que não recebi o ano de 2010 com tanta alegria, nem senti que tudo ia mudar radicalmente pra melhor de uma hora pra outra. Contudo isso tem acontecido, e eu me surpreendo a cada dia de ver o cuidado que Deus tem com minha vida. Pra quem recebeu o novo ano, lanchando um x-salada na praça da república e se espremendo no meio da muvuca que se concentrou na estação das docas pra ver a queima de fogos, coisas boas tem se anunciado de forma misericordiosa e providentes em um momento propício da minha vida.
Desde que entrei na universidade, minha vida tendeu sempre a girar em vários sentidos, direções e a tomar rumos jamais tomados. Deparei-me com um mundo novo, repleto de coisas que ouvia falar e conhecia teoricamente, compreendendo desde a pesquisa cientifica e produção de textos acadêmicos até as festas, forrós universitários e o movimento estudantil. finalmente meus anseios por conhecer o mundo seriam atendidos, abrir minha visão limitada de interiorano apaixonado pela capital e pelo conhecimento. E quando falo que minha vida entrou numa nova fase, é por que entrou mesmo, sem exagero, e é o que relatarei em partes dentro dese texto, que tedencia a ter uma continuação em uma publicação posterior.
Pois bem, nunca escondi minha paixão por belém e por suas mangueiras, seu patrimônio histórico, suas ruas antigas, seu cheiro, sua gente. sempre me senti parte da cidade. desde menino, ficava a admirar os casarões seculares da cidade velha e a inclinar a cabeça para ver até o mais alto das copas das mangueiras de minha avenida preferida: nazaré. o requinte que certos bairros de belém possuem, principalmente nazaré, de certa forma me inspiraram a conhecer o passado, a dar importância aos antigos, pois se puderam realizar obras de tamanha magnificência, estava óbvio que eram dignos de ser conhecidos, reconhecidos e estudados. ai começava minha história de amor com os fatos passados, que viriam anos mais tarde me incentivar a tentar vestibular para o curso de história, do qual sou graduando hoje.
Nasci em castanhal e quase toda vida vivi lá, até o ano de 2008, quando fiz cursinho e fui aprovado. Não poderia deixar de reinterar a importância de muitas pessoas da minha cidade natal, que conviveram comigo durante anos e me ensinaram muitos valores enrraigados no meu modo de ver a vida. Lamento apenas que a distância hoje nos separe fisicamente, mas de certa forma, vivemos uns nos outros, através de nossa troca de experiências.
Quando cheguei a belém, foi como chegar a um lar, de onde me ausentara a vida toda, e como bom filho, retornara. Ainda estva extasiado com a idéia de cursar o que eu gosto em uma cidade pela qual sou encantado. A primeira semana foi de inteira festa, conheci a universidade federal do pará, fui em museus, mangal das garças, forte do presépio, basilica de nazaré, praça da república e a praça batista campos, que há tempos desejava conhecer. Agora tentem imaginar minha cara de bobo olhando aquelas mangueiras e arvóres frondosas de todas as espécies, mesclando-se com os lagos que intercortam toda a praça, que mais parece um parque. Garças abrigando-se no alto de uma árvore enorme, e as correntes de vento oriundos da baía, localizada a poucas quadras, tornando o ambiente agradável e arejado . Passei semanas indo ver o pôr-do-sol no forte, olhando o findar do dia e os últimos raios solares daquela data. compus vários poemas e tomei muitas decisões importantes em minha vida, graças a esses passeios, que foram tornando-se menos frequentes em virtude do cotidiano da faculdade, do trânsito que não tem hora pra ficar ruim e pela poluição multiforme que predomina na cidade. mas isso vai ficar pra outra publicação. até

1 Response to "Nova fase de vida..."

Marília disse...

[...] Cada Fato de tua Vida...
Cada Pequeno ou grande Acontecimento
Seja lá Recente ou Antigo.
Cada lembrança
Instantes! [...]

(( Continua Na próxima Postagem ))

Postar um comentário

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme